Indústria 4.0: Tudo sobre a Quarta Revolução Industrial

Indústria 4.0: Tudo sobre a Quarta Revolução Industrial

Indústria 4.0: Tudo sobre a Quarta Revolução Industrial

Os avanços tecnológicos fazem com que os modelos de produção se renovem. O momento atual sugere a Indústria 4.0, que é voltada às redes de comunicação, robótica, computação em nuvem e inteligência artificial.

 

Toda revolução Industrial permite o aprimoramento na produção, fazendo com que os objetos sejam fabricados em maior quantidade e em um curto período de tempo. 

 

Você encontrará tudo sobre a Indústria 4.0 neste artigo. Trataremos sobre as principais profissões do momento, assim como as suas vantagens e os seus impactos.

 

O que é a Indústria 4.0?

 

Esse tipo de indústria se concentra na automação e na tecnologia da informação dentro dos grandes negócios, mais precisamente em uma aplicação industrial que envolve as máquinas, os modelos de produção e de gestão, compreendendo as novas tecnologias.

 

A ideia é fazer com que cada vez menos as pessoas precisem comandar as máquinas, as tornando totalmente independentes. Desse modo, é uma fase industrial onde os robôs possuem grande participação, contribuindo com a transmissão de dados, processos de produção, linha de produção e diversos outros aspectos e demandas do mundo físico.

 

Além disso, o foco não se limita à automação robótica, mas também na maneira em que eles são programados. O objetivo é que as máquinas possam realizar ideias e analisar dados em uma velocidade acima da capacidade humana.

 

Quando surgiu a Indústria 4.0?

 

Esse conceito de indústria é construído temporariamente, com os desdobramentos da história tecnológica. Desde a primeira Revolução Industrial, muitos modelos de indústria foram renovados e refeitos, tanto para atender à alta demanda, quanto porque as descobertas permitiram. 

 

De qualquer modo, alguns registros afirmam que o início da idealização desse novo conceito surgiu pelo governo alemão, a partir dos intelectuais Siegfried Dais e Henning Kagermann.

 

Em 2013 foi lançado o relatório final de uma pesquisa que citava a ideia de indústria inteligente, onde as máquinas funcionam com base em dados. Essa foi a primeira ideia oficializada da indústria 4.0.

 

Benefícios da Indústria 4.0

 

A Indústria 4.0 pode oferecer diversas vantagens para o mercado de trabalho e à sociedade em si. Primeiramente, os negócios serão fortemente beneficiados, pois esse modelo industrial permitirá aumentar ainda mais as produções, tornando ainda mais visíveis os impactos da indústria 4.0.

 

Além disso, o mercado de trabalho pode ser ampliado para algumas áreas específicas. Confira elas a seguir:

 

  • Análise de IoT (Internet das Coisas);

  • Mecânico de veículos híbridos ou elétricos;

  • Programador de controles eletrônicos;

  • Especialista em cibersegurança;

  • Especialista em Big Data;

  • Designer de tecidos avançados.

 

Essa lista cita profissionais de diversos setores, como o da Tecnologia da Informação, o Automotivo e o Têxtil. Vale lembrar que ainda restam diversas áreas para atuar na indústria 4.0.

 

As oportunidades contemplarão aqueles profissionais que atuam na idealização, planejamento, estratégias e programação das máquinas tecnológicas. 

 

Qual a importância da indústria 4.0?

Em suma, a indústria 4.0 se trata de um movimento orgânico de transformação social. É comum que, de tempos em tempos, ocorra uma evolução nos comportamentos humanos, o que acaba forçando demais setores da sociedade a caminharem/evoluírem juntos.

 

Desse modo, é importante ressaltar que a indústria 4.0 não agrupa somente as unidades relacionadas às fábricas, mas, também a todo o ecossistema de indústria. Esse contexto acaba favorecendo, por consequência, a agilidade, autonomia e eficiência dos processos industriais, além de abrir novas oportunidades de negócios.

 

Essa modernização acaba sendo um dos principais motivos para que gestores e empresários adotem esse investimento. Tal evolução tecnológica concerne, portanto, às necessidades que um determinado grupo precisa.

 

Resumindo, a tecnologia surgiu para facilitar nossa vida. Desse modo, é nossa obrigação encará-la de forma positiva a fim de aprender como explorar de forma eficaz todos os benefícios que ela nos proporciona.


 

Princípios da Indústria 4.0

 

O termo indústria 4.0 surgiu, a princípio, de um projeto de um grupo de trabalho organizado  por Siegfried Dais e Henning Kagermann. Em 2012, ambos apresentaram um relatório de conselhos para o governo alemão, a fim de planejar a implementação e desenvolvimento do que posteriormente ficou conhecido como indústria 4.0.

 

Segundo Dais e Kagermann, seis princípios caracterizam o projeto. São os seguintes:

 

  1. Tempo real: a capacidade de juntar e tratar informações de forma rápida, permitindo uma tomada de decisão apropriada em tempo real;

  2. Virtualização: é a sugestão de uma cópia virtual das fábricas inteligentes, devido a sensores espalhados em todo o projeto. Assim, é possível rastrear e monitorar de à distância todos os seus processos;

  3. Descentralização: é a proposta da própria máquina se autoresponsabilizar pela tomada de decisão, por conta da sua capacidade de se autoajustar, avaliar o que a organização precisa em tempo real, e dar informações sobre seus ciclos de trabalho;

  4. Orientação a serviços: é uma ideia onde os softwares são orientados a disponibilizarem soluções como serviços, conectados com toda a indústria

  5. Modularidade: deixa módulos serem acomodados e retirados de acordo com a demanda da fábrica, fornecendo uma maior flexibilidade na alteração de tarefas

  6. Interoperabilidade: se assemelha à definição de Internet das Coisas, onde as máquinas e sistemas podem se comunicar entre si.

 

Pilares da indústria 4.0

Devido a uma série de avanços tecnológicos nas últimas décadas, os pilares que listamos acima foram demonstrados na prática. Para esse grupo de inovações, podemos chamar a Indústria 4.0 de quarta revolução industrial.

 

Cada conceito tem suas próprias características, mas o objetivo comum é tornar a máquina mais eficiente.

 

Agora que você já conhece mais sobre o que é indústria 4.0 e quais seus impactos no mundo atual, entre em contato com a Age Telecom e viva uma nova experiência. Clique aqui e decole para o futuro! A Age conta com wi fi de qualidade, telefone fixo e conexão com cabos de fibra óptica para uma navegação rápida e sem quedas.

 

Perguntas frequentes

Dúvidas? A Age responde!

É a forma que você recebe informações. Exemplo: tempo de carregamento quando acessa um site, baixar anexos de e-mail, fotos ou vídeos.

O suporte da Age é super rápido: geralmente o atendimento é feito no mesmo dia ou conta com o prazo máximo de 48h.

A fibra óptica é literalmente um fio feito de vidro, com espessura menor do que um fio de cabelo. Por dentro da fibra o sinal trafega através de luz (laser). Isto garante uma transmissão com alta qualidade e estabilidade, pois a luz é totalmente imune a interferências.

De forma complementar ao download, o upload é como você envia as informações. Exemplo: postar uma foto ou vídeo, envio de mensagem ou arquivo.

Compartilhar a internet pode ter o benefício de dividir os custos; porém há contrapartidas graves. Além da lentidão que sua internet possa ter, tal compartilhamento poderá te dar dores de cabeça no futuro, como por exemplo a segurança de informações em rede.

O roteador deve estar em uma área central de sua casa e, de preferência, em um local mais alto. Isso porque o sinal é melhor distribuído desta forma, evitando pontos sem Wi-Fi ou quedas constantes.

A instalação pode ser agendada no mesmo dia de aprovação do pedido. De segunda a sexta, das 8h às 18h.